URSS Itália Brasil

Astrojildo Pereira

R$ 35,00 Comprar

URSS Itália Brasil
  • autor: Astrojildo Pereira
  • prefácio: Marly Vianna
  • orelha: Dainis Karepovs
  • capa: Maikon Nery
edição:
1
selo:
Boitempo
páginas:
184
formato:
21cm x 15cm x 2cm
peso:
300 gr
ano de publicação:
2022
encadernação:
brochura
ISBN:
9786557171462

No ano do centenário de fundação do Partido Comunista Brasileiro (PCB), a Boitempo e a Fundação Astrojildo Pereira relançam um autor fundamental da nossa cultura: Astrojildo Pereira (1890-1965). Primeira obra de Astrojildo, URSS Itália Brasil foi publicada pela primeira vez em 1935 e abrange textos lançados na imprensa de 1929 a 1934. O livro é fundamental para estudiosos dos anos de 1930, época que o Brasil vivia uma fase de consolidação de um Estado centralizado após a chamada Revolução de 30 e que comunismo e fascismo eram poderosas forças que se contrapunham no contexto geopolítico.
 
Os textos de Astrojildo funcionam como importantes depoimentos do período e trazem ao leitor um rico material de informação e análise sobre a formação do Estado soviético, as condições do fascismo italiano e as contradições intelectuais e políticas do Brasil da primeira metade do século XX.
 
A nova edição conta com uma nova padronização editorial e atualização gramatical. O texto de Heitor Ferreira Lima, presente na edição anterior, de 1985, foi mantido e novos textos foram incorporados: a historiadora e professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) Marly Vianna assina o prefácio, enquanto o historiador Dainis Karepovs é responsável pela orelha.
 
Trecho

 

“Em suma, a realidade brasileira é a da exploração econômica e da opressão política em que vivem as classes laboriosas, operários da indústria e da lavoura, colonos e pequenos lavradores, artesãos e intelectuais pobres, todos sem exceção jungidos ao capitalismo estrangeiro — ou diretamente nas empresas imperialistas, ou indiretamente por intermédio do capitalismo “nacional”. Realidade axiomática, que dispensa demonstração, porque é sentida e sofrida por 99,9% da população brasileira. Realidade-mater, de cujos flancos nascem todas as realidades de um país riquíssimo habitado por uma gente pobríssima.”