• Minhas compras
  • Entrar
  • Gilberto Maringoni
    Gilberto Maringoni autor

    Gilberto Maringoni de Oliveira (São Paulo, 23 de agosto de 1958) é um jornalista, cartunista e professor universitário brasileiro. É professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do ABC, tendo lecionado também na Faculdade Cásper Líbero e na Universidade Federal de São Paulo. Maringoni é doutor em História Social pela FFLCH-USP. É autor de doze livros, entre eles A Venezuela que se inventa – poder, petróleo e intriga nos tempos de Chávez (Editora Fundação Perseu Abramo, 2004), Roberto Simonsen -Eugênio Gudin – Desenvolvimento, o debate pioneiro de 1944-1945 (IPEA, 2010) e Angelo Agostini, A imprensa ilustrada da Corte à Capital Federal, 1864-1910 (Devir, 2011)’, baseado em uma tese de doutorado e que foi premiado com um Troféu HQ Mix em 2012. Foi editor da revista Desafios do Desenvolvimento, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, entre 2011 e 2012 e pesquisador do Instituto entre 2008 e 2011. Foi chargista do jornal O Estado de S. Paulo de 1989 a 1996. Publicou histórias em quadrinhos no Brasil, França, Espanha, Portugal e Itália. É ativista político desde 1977. Atuou no movimento estudantil, no final dos anos 1970, tempos finais da ditadura. Foi dirigente do PT, no qual militou entre 1988 e 2005, desligando-se do partido por divergências com seus rumos. Desde então é filiado ao PSOL, chegando a ser membro de sua direção nacional. Gilberto Maringoni foi candidato a governador do Estado de São Paulo nas eleições de 2014 pelo PSOL.

  • 1
  • /
  • 2
triangulo
  • Margem Esquerda 17 Dossiê: Novas perspectivas do socialismo
    R$ 33,00

    O capitalismo atingiu um beco sem saída? A perspectiva de uma crise econômica crônica, o colapso do Estado de bem-estar social nas economias avançadas e a catástrofe ecológica abalaram as bases dos argumentos em favor do capitalismo. Nesse contexto e tendo em vista os desafios do século 21, repensar o socialismo é um projeto viável? João Alexandre Peschanski, integrante do comitê de redação da revista Margem Esquerda, organiza neste número 17 um dossiê especial sobre a viabilidade de alternativas ao capitalismo e como alcançá-las. O economista canadense Michael Lebowitz recupera elementos-chave do pensamento de Marx sobre o socialismo e, com base neles, avalia a e ...

    Ano de publicação 2011.

  • R$ 45,00

    Décimo título da coleção Marx-Engels da Boitempo Editorial, O 18 de brumário de Luís Bonaparte traz a célebre análise de Karl Marx sobre o processo que levou da Revolução de 1848 para o golpe de Estado de 1851 na França. Escrito no calor dos fatos, entre dezembro de 1851 e fevereiro de 1852, teve sua primeira publicação em maio de 1852, com o título Der 18te Brumaire des Louis Napoleon, na estreia da revista alemã Die Revolution. A tradução brasileira tem por base a segunda edição, revisada por Marx em 1869, em Hamburgo.Nesse texto fundamental, o filósofo desenvolve o estudo do papel da luta de classes como força motriz da histó ...

    Ano de publicação 2011.

  • Margem Esquerda 20 Dossiê: 'Os donos da voz'
    R$ 33,00

    A revista semestral Margem Esquerda traz em seu vigésimo número entrevista exclusiva com um dos mais importantes intelectuais cubanos da atualidade, Fernando Martínez Heredia, diretor da prestigiosa revista Pensamento Crítico nos anos 1960. O homenageado desta edição é Oscar Niemeyer (1907-2012), que comparece com seu “Poema da curva” e desenhos, na capa e miolo da revista, além de ser tema de um texto do arquiteto Luis Recamán. Consagrada pela profundidade de suas análises e unidade editorial – conta com um conselho composto por nomes do calibre de István Mészáros Francisco de Oliveira, Michael Löwy, Slavoj Žižek, Leandro Konder e Emir Sader, entre outros &nd ...

    Ano de publicação 2013.

  • Brasil em jogo O que fica da Copa e das Olimpíadas?
    R$ 18,00

    Ao conquistar o direito de sediar a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016, o Brasil aceitou o desafio de realizar dois megaeventos esportivos globais, que ao mesmo tempo despertam paixões e desconfianças. Há argumentos que defendem os eventos como uma janela singular e histórica de oportunidades, mas, longe do consenso, também surgem críticas que consideram tais projetos excludentes, potencializadores da desigualdade social nas cidades-sede e do endividamento público.A polêmica abre espaço para um amplo debate sobre o que significa para o Brasil sediar os megaeventos esportivos mais simbólicos do mundo na atual conjuntura política, econômica e social. É ...

    Ano de publicação 2014.

  • R$ 77,00

    Esta premiadíssima e audaciosa obra do cubano Leonardo Padura, traduzida para vários países (como Espanha, Cuba, Argentina, Portugal, França, Inglaterra e Alemanha), é e não é uma ficção. A história é narrada, no ano de 2004, pelo personagem Iván, um aspirante a escritor que atua como veterinário em Havana e, a partir de um encontro enigmático com um homem que passeava com seus cães, retoma os últimos anos da vida do revolucionário russo Leon Trotski, seu assassinato e a história de seu algoz, o catalão Ramón Mercader, voluntário das Brigadas Internacionais da Guerra Civil Espanhola e encarregado de executá-lo.Esse ser obscuro, ...

    Ano de publicação 2013.

  • R$ 34,00

    O 24º título da coleção Marx-Engels traz a tese doutoral de Marx, apresentada pelo autor à Universidade de Jena em 1841. Um Marx como você nunca viu: na direção oposta da cristalização histórica de sua imagem como teórico e militante da revolução comunista, o filósofo alemão busca tirar as consequências da ciência da natureza para pensar as condições da liberdade humana. A obra foi traduzida por Nélio Schneider e traz ilustração de capa de Gilberto Maringoni. A defesa da filosofia da natureza de Epicuro contra a de Demócrito que o leitor testemunha nessa obra representa um ataque indireto a um quadro de repressão ...

    Ano de publicação 2018.

  • Escritos ficcionais Escorpião e Félix - Oulanem
    R$ 37,00

    Em 1837, com apenas dezenove anos, o jovem Karl Marx compôs uma peça de teatro, Oulanem, e um breve romance satírico, Escorpião e Félix, nos quais ridiculariza e condena as convenções burguesas, a aristocracia e o pedantismo intelectual.Esses textos, escritos por um Karl antes do Marx que conhecemos, foram redescobertos em 1929 e, desde então, raramente publicados. Porém, é significativo que o grande filósofo tenha iniciado a sua vasta obra dessa forma, tão diversa do caminho que acabou trilhando.Próximo lançamento da coleção Marx-Engels, Escritos ficcionais: Escorpião e Félix / Oulanem chega às livrarias brasileiras em edição ilustrada ...

    Ano de publicação 2018.

  • R$ 69,00

    Nos ensaios Considerações sobre o marxismo ocidental (1976) e Nas trilhas do materialismo histórico (1983) - reunidos, em nova tradução, neste volume -, Perry Anderson examina meio século de trajetória do 'marxismo ocidental', vertente contraposta ao 'marxismo-leninismo' soviético de então. Partindo do estudo comparativo de trajetórias intelectuais e políticas de autores marxistas e do contexto em que viveram, o historiador britânico analisa, no primeiro ensaio, como a unidade entre teoria e prática foi afetada, a partir da década de 1920, pelo distanciamento desses intelectuais em relação à atividade política dos partidos socialistas e comu ...

    Ano de publicação 2019.

  • A verdade vencerá 2ª Edição O povo sabe por que me condenam
    R$ 49,00

    A nova edição de "A verdade vencerá: o povo sabe por que me condenam" é marcada por forte significado. Após 580 dias de prisão em Curitiba, impedido de participar das eleições presidenciais de 2018, na qual era favorito, Lula recebe de volta sua liberdade. Para celebrar, a Boitempo recoloca nas ruas um dos best-sellers de 2018. O cerne da primeira edição foram as três sessões presenciais de entrevistas com Lula, nas quais o ex-presidente discorreu sobre sua vida, os governos do PT, o golpe parlamentar de 2016, sua prisão que parecia cada vez mais certa e o futuro do Brasil. Foram horas de conversa aberta com os jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, o professor de rela& ...

    Ano de publicação 2019.

  • Margem Esquerda 07 Dossiê: Dilemas da Esquerda
    R$ 33,00

    A revista Margem Esquerda começa seu quarto ano de vida discutindo os dilemas da esquerda brasileira no último ano do governo Lula e diante de um novo ciclo eleitoral. A questão é analisada sob vários ângulos e posições diferentes, desde aqueles que consideram que o PT se tornou mero gestor do neoliberalismo, como daqueles que defendem um resgate do projeto original do partido, considerando que a atual administração é um “espaço em disputa” e que o PT é ainda a melhor alternativa para acumular forças. De Gilberto Maringoni, classificando a próxima disputa eleitoral como “rumo ao quinto governo Collor”, até uma defesa da vitalidade do partido ...

    Ano de publicação 2006.

  • Hegemonia às avessas economia, política e cultura na era da servidão financeira
    R$ 59,00

    Decifra-me ou te devoro!', ameaçava os viajantes amedrontados a Esfinge, antes de recitar o mais famoso enigma da história. Na verdade, a hegemonia 'lulista' representa nossa incontornável esfinge barbuda', aponta Ruy Braga, um dos organizadores de Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira, lançado agora pela Boitempo. Nascido a partir do artigo homônimo, de Francisco de Oliveira incluído nesta edição o livro resulta de seminário promovido pelo Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da Universidade de São Paulo (Cenedic), no qual buscou-se analisar os fundamentos econômicos, políticos e culturais 'dessa forma sui generis de dominação social que se enraizou no país', como define Braga na apresentação.Em seu artigo, Ol ...

    Ano de publicação 2010.

  • Cinco mil dias o Brasil na era do lulismo
    R$ 56,00

    Cinquenta e dois autores - entre acadêmicos, lideranças políticas e ativistas sociais - de relevância nacional e de variadas matizes políticas no campo progressista realizam uma minuciosa avaliação, setor por setor, dos 13 anos de governos lulistas, que abrangem o período entre 2003 e 2016. São enfocados, entre outros, temas como economia em suas múltiplas variáveis, desenvolvimento, direitos sociais, judiciário, infraestrutura, energia, educação, saúde, cultura, segurança pública, meio-ambiente, direitos da mulher, população LGBT, povos indígenas, questão racial, esportes, combate à pobreza, comunicações, polí ...

    Ano de publicação 2017.

  • 1
  • /
  • 2